Skip to main content
post-tampa

Muito mais que uma simples tampa de piano

O piano é um instrumento de mecânica extremamente refinada e complexa, cujo timbre é influenciado por diversos fatores como, principalmente, a qualidade das matérias-primas e da fabricação, sua preservação e, até mesmo, o local onde está posicionado. Seu desenvolvimento até o formato atual, considerado ideal em termos de sonoridade, levou séculos e recebeu contribuições valiosíssimas em cada inovação.

Tanto os pianos verticais, chamados pianos de armário quanto os de cauda, possuem características próprias que auxiliam o músico em sua intepretação, e cada parte ou mecanismo foi desenvolvido para adequar o instrumento a diferentes necessidades. Um dos elementos mais visíveis e, por conta disso, muitas vezes valorizado apenas como elemento decorativo, é a tampa do instrumento. Nos pianos de cauda, a grande tampa, quando levantada, aberta, confere ao instrumento toda a aura de imponência e luxo que ele predispõe.

Tampa do piano

Sua função, no entanto, passa longe de ser apenas decorativa. A tampa do piano, em primeira instância, serve para proteger seus componentes internos contra a poeira e outros agentes que podem diminuir o tempo de vida útil do instrumento, assim como o funcionamento adequado dos sistemas mecânicos.

Além disso, é por meio do uso das diferentes posições da tampa que o pianista pode equilibrar a sonoridade do piano de acordo com o tamanho da sala em que está posicionado e do público presente, com os músicos com quem está tocando e com necessidades específicas de interpretação.

Os pianos de cauda, geralmente, possuem duas posições para a tampa aberta, ajustadas pela haste presa ao corpo do instrumento. Quando totalmente aberta, além de não bloquear a propagação das ondas sonoras, a tampa do piano de cauda funciona como um anteparo que as rebate, direcionando-as para o público.

Esse aumento de sonoridade é muito útil quando o pianista está se apresentando com uma orquestra – que apresenta maior volume sonoro – ou em amplos ambientes, para que o som produzido pelo instrumento se projete de forma mais eficiente.

Em alguns casos, é aconselhável utilizar o piano com a tampa meia aberta, o que propicia projeção mais direcionada, mas sonoridade mais contida, ideal, muitas vezes, para uso quando o pianista está acompanhando cantores ou instrumentos solistas de pouco volume sonoro – como o violão, por exemplo – ou pequenas orquestras de câmara ou corais.

Tampa do piano de cauda

No estúdio, durante gravações, o técnico de som pode utilizar a tampa fechada, aberta ou meia aberta, de acordo com sua experiência e os microfones que tem à disposição.

É comum que esses captadores sejam posicionados dentro do piano e a tampa fechada, para garantir um registro mais próximo do som do instrumento, sem a presença da reverberação da sala. Caso ele opte por captar o ambiente, o piano com a tampa aberta e os microfones posicionados próximos a ela pode ser a opção mais acertada.

Tampa do piano de cauda

A tampa do piano de armário

Tampa do piano de armário

Nos pianos de armário ou verticais, a tampa localizada no alto do móvel tem função similar. Aberta, propicia mais sonoridade. Fechada, abafa parte do volume sonoro.

Por se tratar de um instrumento mais direcionado para uso doméstico ou escolar, os pianos de armário são pouco utilizados em apresentações ou gravações, mas, quando empregados para essas finalidades, também podem ter sua sonoridade aumentada pela abertura da tampa superior e, muitas vezes, a retirada da parte frontal do móvel.

Tampa do piano de armário

Em gravações, assim como nos pianos de cauda, os modelos verticais podem ser captados por microfones posicionados dentro do móvel, com a tampa fechada, ou totalmente abertos. Importante é conhecer as diferentes sonoridades produzidas por um piano para que o músico utilize todos os seus recursos de forma a auxiliá-lo em sua interpretação.

Quando é necessária maior definição sonora, tocar com a tampa fechada pode produzir um timbre mais aveludado, porém mais abafado. Mas quando é necessário explorar toda a sonoridade e a ressonância das cordas do piano, abrir a tampa e fazê-lo soar por completo é uma ótima forma de demonstrar toda a potência e a majestade do rei dos instrumentos.

Agora que você já sabe a importância e a função da tampa de um piano, independentemente do tipo, continue acompanhando nosso blog para saber tudo sobre pianos ou cadastre-se para sempre receber as novidades em seu e-mail.

Tampa do piano de armário

 



Share article on

Um comentário em “Muito mais que uma simples tampa de piano

  1. Olá.
    Adoro os artigos que vocês publicam!
    Sou pianista e professora de piano.
    Tenho 2 Pianos de armário mas estou animada para comprar um de meia cauda.
    Com certeza, assim que decidir, irei até a fábrica de vocês para escolher o Meu Puano Piano de Cauda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*