Skip to main content
Ser plateia

A importância de ser plateia

Ser plateia

Da mesma forma que um escritor se torna cada vez melhor à medida em que lê mais, um pianista se aprimora não apenas pelo estudo, mas também assistindo a shows, concertos e recitais, assim como ouvindo gravações. Todas essas atividades ampliam o repertório do músico, seu conhecimento e, principalmente, seu acervo de possibilidades.

Não só na música erudita, mas também na música popular, no jazz, na música folclórica, enfim, em todo e qualquer gênero, conhecer coisas novas é importantíssimo, afinal, a cada vez que se vê um músico tocando, se aprende alguma coisa.

Leia Mais

Dedilhado

O dedilhado

Na técnica pianística, tão importante quanto saber quais notas se deve tocar é saber com quais dedos essas notas devem ser tocadas. Isso é chamado dedilhado ou, como alguns preferem, digitação. A escolha do dedilhado é fundamental para que se consiga executar passagens musicais de forma eficiente e confortável, com fluidez e facilidade, utilizando a mecânica que a conformação da mão permite e estabelece.

Dedilhado

Mesmo na música popular, um bom dedilhado garante a execução de solos e melodias de forma musicalmente interessante, embora a rigidez em relação à técnica seja menor.

Leia Mais

Pedal de Sustain

Como usar o pedal de sustain?

Usando o pedal de sustain

O pedal direito dos pianos, também chamado pedal de sustain, é o mais utilizado, mas nem todos sabem quando e como ele deve ser aplicado.

Quando acionado, o pedal direito do piano afasta os abafadores das cordas, permitindo que elas vibrem livremente, o que causa um prolongamento do som. Esse recurso é muitas vezes utilizado para facilitar a interpretação de notas de modo ligado, quando não é possível fazê-lo por meio da digitação, ou quando é necessário que alguns sons continuem soando mesmo que as teclas sejam soltas.  Além disso, as cordas soltas vibram simpateticamente às das notas tocadas, enriquecendo o timbre do instrumento pela adição de harmônicos. Leia Mais

Beringer – Exercícios Técnicos Diários

Artigo37-2

O método de técnica pianística de Oscar Beringer, chamado Exercícios Técnicos Diários, é igualmente amado e odiado por estudantes e pianistas. Resultado da experiência do autor como estudante e pianista, o livro é uma das opções – talvez a mais popular – de continuidade de estudos após o domínio dos exercícios de Hanon.

Considerado superior em termos de dificuldade e resultados em comparação ao método de Hanon, o livro de Beringer, ao contrário daquele, oferece ao estudante a oportunidade de trabalhar sobre teclas brancas e pretas.

Dividido em 10 capítulos, o compêndio traz estudos para os cinco dedos com movimento progressivo da mão, exercícios de escalas, exercícios de acordes, mudança de dedos sobre uma mesma nota, estudos em terças, sextas e acordes, estudos de oitavas e acordes, exercícios de extensão, para cruzamento e mudança de mãos e polirritmia, além de um apêndice incluindo escalas e arpejos com digitação usual.

Leia Mais

independência das mãos

Independência das mãos

independência das mãos

Já falamos neste blog sobre a lateralidade, a propensão que o ser humano possui de utilizar preferencialmente mais um lado do corpo que o outro. Se há um lado dominante que inicia e executa a ação principal, é compreensível que o outro, que auxilia essa ação, o faça, porém, sem tanta naturalidade e coordenação.

Se essa complementariedade – e, de certa forma, dependência – é aceitável nas atividades diárias, o mesmo não deve ocorrer na prática pianística. Cabe ao estudante trabalhar a independência das mãos de forma que cada uma se desenvolva igualmente, tanto na agilidade quanto na coordenação.

Leia Mais

Metrônomo: o amigo da precisão

metrônomo

O metrônomo é um tipo de relógio que, por meio de pulsos de duração regular, marca o andamento musical, a “velocidade” em que um trecho musical é executado. Geralmente pode ser encontrado sobre pianos de estudantes e profissionais, seja em sua forma mais tradicional, trapezoidal, ou em formas menos convencionais, como os eletrônicos e, até mesmo, em softwares ou embutidos entre os recursos de equipamentos digitais, além de vídeos.

Leia Mais

piano

Aprender piano brincando: lições para crianças e adultos

piano

Há muito tempo se busca maneiras mais produtivas e divertidas de aprender a tocar piano. Com o passar do tempo, a revolução da tecnologia e a substituição das formas de entretenimento por outras mais imediatas fez que o ensino do piano precisasse se renovar. Afinal, poucos são os que se dispõem a ficar muitas horas por dia estudando algo que, muitas vezes, não é seu verdadeiro objetivo.

Leia Mais