Skip to main content
Beethoven

Beethoven – o gênio indomado

Não há estudante de piano que não conheça ou queira tocar “Pour Elise”, uma das mais populares obras do alemão Ludwig van Beethoven. Utilizada em muitas ocasiões, desde desenhos animados até propagandas, de jogos a demonstrações de pianos digitais, passando por esperas telefônicas, a peça foi composta entre os anos 1808 e 1810, em homenagem a uma jovem a quem propôs casamento, chamada Therese Malfatti.

Beethoven

(mais…)

Leia Mais

Dedilhado

O dedilhado

Na técnica pianística, tão importante quanto saber quais notas se deve tocar é saber com quais dedos essas notas devem ser tocadas. Isso é chamado dedilhado ou, como alguns preferem, digitação. A escolha do dedilhado é fundamental para que se consiga executar passagens musicais de forma eficiente e confortável, com fluidez e facilidade, utilizando a mecânica que a conformação da mão permite e estabelece.

Dedilhado

Mesmo na música popular, um bom dedilhado garante a execução de solos e melodias de forma musicalmente interessante, embora a rigidez em relação à técnica seja menor.

(mais…)

Leia Mais

Martelos do piano

Os martelos do piano

Desde que o homem descobriu que a vibração das cordas produz sons, vários foram os métodos empregados para fazê-las soar, desde o uso dos dedos, passando por plectros ou palhetas, até penas de ave e arcos produzidos com crina de cavalos. Nos pianos, o som é produzido por peças com corpo de madeira recoberto por feltro prensado, chamadas martelos. Acionados por meio de um mecanismo, os martelos golpeiam cordas esticadas e presas a uma estrutura rígida de madeira e metal. Como resultado desse golpe, as cordas vibram e produzem som.

Martelos do piano

(mais…)

Leia Mais

João Carlos Martins

João Carlos Martins – o incansável

Um dos maiores nomes do piano brasileiro de todos os tempos, João Carlos Martins, após atingir o ápice da fama, teve a carreira interrompida por fatalidades e problemas físicos, o que não lhe impediu de continuar se dedicando à música.

João Carlos Martins

Nascido João Carlos Gandra da Silva Martins em 25 de junho de 1940, em São Paulo, o pianista e maestro é irmão do jurista Ives Gandra Martins e do pianista José Eduardo Martins.

(mais…)

Leia Mais

Escala Cromática

Escala cromática

Muitos estudantes de música ficam boquiabertos quando veem o afinador de pianos executando escalas por todo o teclado, com incríveis agilidade e rapidez. O que a maioria não sabe, no entanto, é que, muitas vezes, o afinador nem é pianista, mas conhece algumas escalas e intervalos necessários para seu trabalho, como oitavas e a escala cromática.

Escala Cromática

Por possuir um formato e um dedilhado muito fáceis de memorizar, a escala cromática serve bem como ferramenta para a audição de todas as notas do piano durante a afinação. Mas, afinal, o que é escala cromática?

(mais…)

Leia Mais

Banco de piano

Banco e banqueta

Embora seja possível tocar piano de pé – ao estilo de Jerry Lee Lewis e outros astros do rock e do pop -, um banco ou uma banqueta é imprescindível para o pianista, seja pela firmeza e pela segurança que oferece ao músico durante as performances, seja por causa das muitas horas de estudo que ele dedicará ao instrumento.

O piano nasceu em uma época em que não havia preocupação com a ergonomia, ou seja, como homem e máquina se relacionam e interagem de forma a garantir segurança e eficiência ideais. Trocando em miúdos, ninguém se preocupava se aquela era a melhor forma de garantir conforto, evitar dores e prolongar o estudo: bastava um lugar para sentar.

(mais…)

Leia Mais

Estudo das escalas

A importância do estudo das escalas

Estudo das escalas

Estudo dos mais importantes e obrigatórios na prática do piano, dominar a execução de escalas dos mais diferentes tipos é imprescindível para um músico, seja qual for seu instrumento. É por meio dessa sucessão de notas que se desenvolvem técnicas fundamentais para o aprimoramento da sonoridade e da agilidade do pianista. E, por serem matéria-prima para grande parte da composição para o instrumento, o estudo das escalas auxilia na compreensão das estruturas harmônico-melódicas e dá ao músico elementos para o improviso.

(mais…)

Leia Mais

Cordas do Piano

As cordas do piano – a fonte sonora

A fonte do som de um piano é o conjunto de cordas, esticadas firmemente sobre a estrutura de madeira, a chapa de ferro, a tábua harmônica e os cavaletes. Quando atingidas pelos martelos, as cordas vibram e, em conjunto com a estrutura harmônica, produzem a característica sonoridade do instrumento.

Cordas do Piano

Basicamente, as cordas existentes do piano podem ser divididas em dois tipos: cordas planas e bordões. As primeiras, também chamadas de lisas, são constituídas por um fio de aço com alto teor de carbono, substituindo as antigas cordas de ferro. São utilizadas nas regiões média e aguda do piano e têm como principais propriedades o alto nível de rigidez e a alta densidade. Algumas possuem revestimento de cobre, obtido por meio de eletrólise. (mais…)

Leia Mais