Skip to main content
Pianos Digitais

Pianos digitais – Veja como surgiram e suas vantagens

Pianos Digitais

A necessidade por atender a músicos em relação à amplificação e à portabilidade de seus instrumentos levou ao desenvolvimento dos pianos digitais, alternativa que vem ganhando adeptos dos mais variados estilos

O piano talvez seja o instrumento acústico de maior potência sonora, perdendo apenas para o órgão de tubos. Com volume suficiente para preencher um teatro com seu som, é utilizado tanto na execução de peças eruditas quanto no jazz e na música popular em geral.

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Explorando a sonoridade do Piano

Explorando a sonoridade do piano

Explorando a sonoridade do Piano

O piano é um instrumento extremamente rico em sonoridades. Desenvolvido por séculos com a adição de recursos, o aprimoramento do mecanismo e o uso de materiais cada vez mais nobres e adaptados ao uso, o piano se tornou muito mais do que seus antecessores poderiam inspirar.

Nessa busca por inovar o instrumento, muitos fabricantes trabalharam auxiliados – ou inspirados – por grandes compositores, como Beethoven, Chopin ou Liszt. A necessidade de transmitir as novas sonoridades imaginadas por eles guiou o desenvolvimento do instrumento, ao passo que as inovações incorporadas a ele inspiraram a criação de músicas mais elaboradas que utilizassem os novos recursos.

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Ouvido versus leitura musical

Ouvido versus leitura musical

Ouvido versus leitura musical

É muito comum entre estudantes de piano e aficionados por música a pergunta “preciso mesmo saber ler partituras?”. De fato, é bastante comum a afirmativa de que ler partituras e cifras é essencial para que um pianista seja completo. No caso da atuação profissional, muitos afirmam que aqueles que não se dedicam a esse aspecto estão destinados a perder as melhores oportunidades de trabalho.

Mas também é senso comum que sem um bom ouvido um músico deixa a desejar. E há pianistas que enxergam a música como algo mais artístico, autoral, o que diminui a necessidade de se aprofundar nos estudos.

Para responder à pergunta, portanto, cabem várias análises sobre qual o objetivo do estudante de música e do pianista e de quais ferramentas ela vai precisar para se desenvolver.

(mais…)



Share article on

Leia Mais

shutterstock_1016435008_Blog-min

Dez dicas para sua hora de estudo render

Dez dicas para sua hora de estudo render

Há a lenda de que para um pianista se formar é necessário que ele estude 9 horas por dia. Apesar de, em parte, isso ser verdadeiro, apenas se aplica a quem pretende ser um concertista, dominando todas as técnicas e desenvolvendo uma virtuosidade ímpar. Mas, na realidade, nem nesses casos tanto tempo de estudo diário é necessário, desde que a rotina seja bem organizada. A maioria dos pianistas afirma que uma média de 5 a 6 horas de estudo é suficiente para formar um virtuose.

Como atualmente pouquíssimas pessoas tem tanto tempo para o estudo, e menos ainda são as que pretendem ou podem se dedicar exclusivamente ao piano, é fundamental que os poucos momentos em que o músico tenha contato com o instrumento sejam extremamente proveitosos e prazerosos. E é importante lembrar que vale mais uma hora de estudo todos os dias do que 6 horas uma vez na semana: a constância é muito mais importante e traz resultados muito melhores.

Para auxiliar nesses momentos, elaboramos uma série de dicas que podem fazer uma hora bem estudada render mais que 5 ou 6 desperdiçadas em repetições inúteis.

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Postura do pianista

A postura do pianista: Saiba mais sobre o tema

Postura do pianista

A profissão de músico, sem dúvida, é uma atividade de alto desempenho tanto no aspecto intelectual quanto no físico e no psíquico: a pressão, a tensão e o estresse dos ensaios, a prática cotidiana, a análise das estruturas musicais, a atividade dos shows e concertos, assim como os horários irregulares das refeições e das horas de sono, levam esse profissional ao limite de sua resistência.

Como para todos aqueles que se preocupam com a saúde, alimentação saudável, exercícios físicos e boa postura são fatores que garantem ao músico condições de enfrentar os desafios do dia a dia, tanto fisicamente quanto psiquicamente, na prática e na interpretação.

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Piano Blues e boogie-woogie

Blues é um estilo de música americana que surgiu no início do século 20 e serviu de base para estilos modernos como rhythm-and-blues e rock-and-roll. O blues também manteve uma correlação forte com outros estilos musicais como o gospel, o country e o jazz.

Muitos cantores de blues aprenderam a cantar em igrejas e alguns dos primeiros artistas de blues tocavam e cantavam gospel. As emoções sinceras presentes nas letras da música country formaram um estreito laço com o blues, assim como a música country mais moderna se conectou ao rock-and-roll

shutterstock_637138852

(mais…)



Share article on

Leia Mais

A estrutura do concerto para piano e os concertos mais conhecidos

A estrutura do concerto para piano e os concertos mais conhecidos

É comum se dizer “vou assistir a um concerto” quando se vai a uma apresentação de orquestra, assim como quando o programa é um show de rock. “Concerto” tornou-se um termo genérico por causa do termo em inglês “concert”, que significa performance musical ao vivo em frente a uma plateia.

Embora esse conceito venha sendo expandido, “concerto”, na música erudita, é uma composição escrita para um ou mais instrumentos solistas acompanhados por uma orquestra ou conjunto instrumental.

Dependendo da época em que foi composto, as partes da orquestra de um concerto correspondem a pouco mais que um tecido instrumental harmônico sobre o qual o solista exibe sua técnica e seu domínio interpretativo.

A estrutura do concerto para piano e os concertos mais conhecidos

(mais…)



Share article on

Leia Mais