Skip to main content
A Sonata para Piano

Sonata para Piano

Um dos mais consagrados formatos de composição para piano, a sonata é uma peça geralmente escrita em três movimentos, ou seja, três partes distintas, frequentemente de caráter contrastante. Há também sonatas escritas em um único movimento, dois, cinco ou mais, dependendo da época em que foram compostas e das intenções de seus autores.

A sonata foi desenvolvida ao longo dos séculos 17 e 18 a partir de outras formas musicais, tendo sido muito utilizada pelos compositores sobretudo porque sua estrutura favorece o enquadramento de pensamentos ou sentimentos contraditórios.

A Sonata para Piano

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Novos rumos do piano

Os novos rumos do piano

As fronteiras das possibilidades sonoras e musicais do piano foram ampliadas ao longo da história, seja por meio da invenção de mecanismos como os pedais ou o escape, ou da criatividade de compositores como Chopin, Liszt ou Beethoven. No entanto, não satisfeitos em utilizar o piano de maneira mais tradicional, alguns estudiosos e compositores foram mais além.

Novos rumos do piano

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Apreciação Musical

Apreciação musical: o saber ouvir

Quando se fala em música nas escolas – ou mesmo em escolas de música -, muitas dúvidas surgem em relação ao conteúdo a ser transmitido e de que forma os temas devem ser apresentados de forma a divulgar essa arte e contribuir para a formação de novos artistas.

Muitos acreditam no antigo formato de canto orfeônico, como preconizado e colocado a efeito por Villa-Lobos. Outros acreditam que o contato com o instrumento musical desde o princípio seja o gatilho para o desenvolvimento de novos talentos.

Apreciação Musical

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Reverberação

A reverberação nos pianos

Quando um instrumento musical, como um piano acústico, por exemplo, é tocado, o que se ouve é o som produzido por ele modificado pelo ambiente físico em que está inserido, seja uma sala, um teatro ou uma igreja.

O ambiente está diretamente ligado à natureza física do som, a acústica. Resumida à sua essência, a acústica é a forma pela qual o som se manifesta.

Reverberação

(mais…)



Share article on

Leia Mais

post-tampa

Muito mais que uma simples tampa de piano

O piano é um instrumento de mecânica extremamente refinada e complexa, cujo timbre é influenciado por diversos fatores como, principalmente, a qualidade das matérias-primas e da fabricação, sua preservação e, até mesmo, o local onde está posicionado. Seu desenvolvimento até o formato atual, considerado ideal em termos de sonoridade, levou séculos e recebeu contribuições valiosíssimas em cada inovação.

Tanto os pianos verticais, chamados pianos de armário quanto os de cauda, possuem características próprias que auxiliam o músico em sua intepretação, e cada parte ou mecanismo foi desenvolvido para adequar o instrumento a diferentes necessidades. Um dos elementos mais visíveis e, por conta disso, muitas vezes valorizado apenas como elemento decorativo, é a tampa do instrumento. Nos pianos de cauda, a grande tampa, quando levantada, aberta, confere ao instrumento toda a aura de imponência e luxo que ele predispõe.

Tampa do piano

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Escalas maiores piano

Como estudar as escalas maiores?

Base de grande parte da produção musical ocidental, as escalas devem ser objeto de constante dedicação, tanto para o domínio de suas formas quanto para o processo de moldar a mão ao formato do teclado do piano. Da mesma forma que vários outros estudos propostos aos alunos de instrumentos de teclas, as escalas têm a fama de serem repetições entediantes que, na maioria das vezes, representam para o estudante apenas mais uma lição a vencer.

Estudando as escalas maiores

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Artigo60-01

Lesões por esforço repetitivo no piano: o que é e como evitar?

Tocar um instrumento musical é prazeroso e lúdico, uma prática que traz inúmeros benefícios a todo aquele que se dedica a ela em diversos campos, incluindo o desenvolvimento da motricidade, aprimoramento da sociabilidade e, até mesmo, o tratamento de doenças, entre muitos outros.

Lesões por esforço repetitivo (Ler)

(mais…)



Share article on

Leia Mais