Skip to main content
Do que são feitos os pianos Fritz Dobbert?

Do que é feito nossos pianos?

A qualidade e o design dos materiais que são utilizados na produção do piano fazem toda a diferença, tanto para sua sonoridade quanto para sua durabilidade. Continue lendo para conhecer os materiais usado nos pianos Fritz Dobbert e alguns processos minuciosos de fabricação!

Do que são feitos os pianos Fritz Dobbert?

Tabua Harmônica

A função da tábua harmônica em um piano é amplificar as vibrações produzidas pelo movimento das cordas, formando no ar ondas sonoras de amplitude e potência muito maiores das que poderiam ser geradas apenas pelas cordas.

Isto pode ser facilmente entendido se pensarmos comparativamente entre a grande área que tem a tábua harmônica em relação a todas as cordas juntas, fazendo com que a grande porção de ar que envolve as superfícies frontal e traseira da tábua harmônica libere as poderosas ondas sonoras geradas pelo complexo movimento.

A tábua harmônica nos pianos Fritz Dobbert é fabricada de madeira maciça de Pinho que, depois de cortada, é selecionada e colocada no processo de secagem natural por alguns meses até que esteja em condições de entrar para secagem em estufas automatizadas. Este processo resulta em matéria-prima estável e isenta de fungos.

Para se obter o fantástico efeito da vibração, a tábua harmônica é construída por artesãos de rara habilidade.

A riqueza do som de um piano está relacionado ao efeito do coroamento, uma leve curvatura que o artesão confere à tábua harmônica no processo de montagem, fazendo com que a tábua harmônica atue como um diafragma, propagando o som produzido pelas cordas.

Para equilibrar os esforços produzidos e direcionar energia aos pontos onde a tábua harmônica é mais exigida, são coladas as costelas de madeira na parte traseira da tábua harmônica, que nos pianos Fritz Dobbert, são fabricadas de madeira maciça de Pinho, sem emendas.

Sobre a tábua harmônica são colados os cavaletes, um para apoio das cordas da região dos médios e agudos, e outro para apoio dos graves. A função dos cavaletes é transmitir as vibrações das cordas para a tábua harmônica. Os cavaletes dos pianos Fritz Dobbert são fabricados de madeira maciça de pau marfim, de grande dureza, e entalhados por artesãos altamente qualificados.

Teclado e Mecanismo

Além de ter boa sonoridade, um bom piano tem que responder com precisão às intenções do pianista. Esta resposta é resultado da combinação perfeita dos movimentos do teclado e do mecanismo do piano e é denominada; toque ou controle.

As teclas do piano são o ponto de contato entre o pianista e o seu instrumento. Esta intimidade resultará em infinitos toques; suaves, vigorosos, longos, curtos. Seja qual for a força empregada pelos dedos do pianista, elas devem agir imediatamente, para depois, retornarem a posição de descanso.

A uniformidade do toque é de extrema importância para o pianista. O objetivo é de que o pianista tenha a mesma sensação tocando em toda a extensão do teclado, da nota mais alta a mais baixa. Para que isto ocorra, as teclas são pesadas e balanceadas individualmente, para que sejam compensadas as diferenças de peso existente entre os martelos dos baixos até os agudos.

Construídos de madeira maciça de Pinho e revestidos na sua superfície superior com acrílico nas teclas brancas e poliestireno nas teclas pretas, o teclado dos pianos Fritz Dobbert é projetado para desempenhar esta função com precisão e durabilidade.

O mecanismo de um piano é uma máquina de grande complexidade!

Milhares de peças produzidas com diferentes matérias-primas tais como; madeira, tecidos, adesivos, resinas, metais, montadas de forma que tenham movimento preciso e coordenado desde o momento que as teclas são acionadas até os martelos percutirem as cordas.

Para que todas as peças que compõem esta admirável máquina possam funcionar com precisão, é necessário um rigoroso controle das matérias-primas empregadas, evitando-se deformações resultantes de fadiga dos materiais e da variação climática.

O mecanismo dos pianos Fritz Dobbert utilizam matérias-primas de alta qualidade, sendo que a madeira empregada é seca em estufa até que o teor de umidade alcance 7%.

Após a instalação do teclado e do mecanismo, o piano Fritz Dobbert é submetido ao “action test”, no qual cada tecla será tocada milhares de vezes em um equipamento eletromecânico. Este artifício contribui para o processo de estabilização da afinação do instrumento e também, prepara o mecanismo e o teclado para a regulagem final.

Acabamento

O piano, além de ser um instrumento musical complexo, é também um objeto de extraordinária beleza e refinamento, podendo complementar o ambiente com elegância e aumentando o nível de satisfação dos seus usuários.

Além da aparência, a qualidade do acabamento é de grande importância para a conservação e durabilidade do instrumento, podendo prolongar sua vida útil e protegê-lo da ação agressiva de intempéries e de causas acidentais.

No acabamento dos pianos Fritz Dobbert, o uso de lâminas de madeiras nobres conferem beleza e autenticidade ao instrumento, tendo ainda a aplicação de vernizes poliéster e poliuretano de alta qualidade para garantir o resultado final. O lixamento e polimento são realizados em máquinas de última geração, possibilitando uma superfície lisa e uniforme.

É… A fabricação de pianos é um tanto quanto complexa (isso que nós resumimos os processos e deixamos alguns de fora). Cada piano leva um certo tempo a ser produzido e, já que várias etapas são manuais, são verdadeiras peças únicas!

Continue acompanhando nosso blog para saber mais sobre o mundo dos pianos!



Share article on

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*