Skip to main content
como usar fones de ouvido

Como usar fones de ouvido de forma inteligente

como usar fones de ouvido

Um dos grandes diferenciais dos pianos digitais em relação aos pianos acústicos é a possibilidade de uso de fones de ouvido. Com a miniaturização dos espaços, a qualidade cada vez menor do isolamento acústico das construções e, até mesmo, a diversidade de atividades que atualmente podem ocorrer em um ambiente, o uso de fones de ouvido tanto auxilia na concentração e na manutenção do foco do estudante quanto em sua privacidade para se dedicar ao piano.

Continue a leitura do artigo e entenda como usar fones de ouvido da forma certa!

A importância dos fones de ouvido

Por conta do dia a dia atribulado da maioria das pessoas, seja por tarefas relativas ao trabalho ou ao estudo, muitas pessoas só podem contar com o período noturno para se dedicarem ao instrumento.

A preocupação em não incomodar vizinhos ou familiares com o que os estudantes acreditam ser algo maçante de se ouvir também é determinante para que se opte pelo uso dos fones: sem que ninguém ouça o que está tocando, ele pode se dedicar com mais liberdade aos estudos, sem o medo de estar importunando quem quer que seja com repetições, exercícios e repertório.

Mas o uso de fones de ouvido exige cuidados e a escolha do modelo correto pode ser decisiva para a satisfação do pianista, pois existem diversos tipos, cada um deles com vantagens e desvantagens. Basicamente, os fones de ouvido se dividem em dois grupos: earphones (encaixe dentro da orelha) e headphones (sobre a orelha).

Tipos de fones de ouvido

Entre os earphones, os mais comuns e populares – principalmente por conta do preço dos modelos – são os chamados “auriculares” (earbud), aqueles encaixados na orelha, sem que entrem diretamente no canal auditivo. Um dos diferenciais desses modelos é o preço, mesmo em produtos com boa qualidade de áudio.

A desvantagem é que, como não se encaixam perfeitamente na orelha, não conseguem isolar o som de modo satisfatório, ocorrendo tanto vazamentos do som do fone para fora quanto a interferência de ruídos externos. Para conseguir ouvir melhor o que está tocando, as pessoas costumam aumentar o volume, chegando com mais facilidade a volumes acima do nível recomendado, o que pode levar à problemas auditivos.

fone de ouvido do tipo auricular

Os “intra-auriculares” (in-ear), por sua vez, são encaixados dentro do canal auditivo e emitem o som diretamente ali, sem interação com o pavilhão da orelha. Possuem ponteiras de silicone que, além de não machucarem o ouvido, permitem bom isolamento sonoro. Esses modelos são mais comuns em versões Bluetooth ou “True wireless”, que não têm fios mesmo entre suas duas extremidades.

Além do bom isolamento sonoro, são equipamentos bem leves e práticos. A desvantagem fica por conta de serem encaixados no canal auditivo, o que, depois de um período prolongado de uso, pode se tornar um incômodo. E é preciso um cuidado redobrado com o volume do áudio.

fone de ouvido do tipo intra-auricular

Entre os modelos headset, os chamados “supra-auriculares” (on-ear), que ficam sobre as orelhas, são bastante comuns. Mesmo em modelos intermediários, um dos diferenciais é a boa construção e a qualidade do isolamento.  A desvantagem dos headset são o tamanho. E, apesar da espuma, o uso por longos períodos pode causar desconforto.

fone de ouvido do tipo supra-auricular

Os “circumaurais” (over-ear), chamados comumente apenas de “headphone”, circundam e envolvem a orelha, o que auxilia no isolamento do som externo. Geralmente são os modelos com melhor qualidade de construção e de resposta sonora, com reprodução mais fiel e gravas bem definidos. A principal desvantagem é o preço, pois bons modelos não são tão acessíveis. E o tamanho não facilita o transporte.

fone de ouvido do tipo circumaural

 

Independentemente do tipo de fones de ouvido, é importante que se tome cuidado e saiba como usar fones de ouvido da forma correta. Sabe-se que usuários que ouvem música em alto volume, diariamente, por mais de uma hora, estão expostos ao risco de diminuição permanente da capacidade auditiva após 5 anos. Por isso, é muito importante que se consiga ouvir com qualidade e precisão mesmo em volumes baixos, utilizando recursos que mantenham o realismo do som do instrumento em qualquer circunstância.

Exemplo disso é a tecnologia Spatial Headphone Sound (SHS) da Kawai, presente em vários modelos digitais da marca, que aprimora a profundidade e o realismo do som do instrumento ao ouvir por meio de fones de ouvido. O sistema permite que o pianista selecione dentre os tipos de fones de ouvido existentes, qual ele está usando, para garantir uma experiência auditiva ideal, moldada para aquele modelo.

Além disso, uma das três diferentes configurações acústicas predefinidas pode ser selecionada, a fim de ajustar o posicionamento espacial do som. Tudo isso colabora para reduzir a fadiga auditiva ao usar fones de ouvido por longos períodos e permite uma audição clara mesmo em baixos volumes, prevenindo problemas e proporcionando maior prazer ao tocar.

 

Entendeu como usar fones de ouvido para manter sua saúde e ainda aproveitar seus estudos? Acompanhe nosso blog, produzimos conteúdos frequentemente sobre música, piano e muito mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*