Skip to main content
Audições

A importância das audições

Para muitas pessoas, o estudo da música é uma atividade solitária: dedicam algumas horas durante a semana para seu desenvolvimento e se sentem realizadas com os progressos alcançados. Outros, no entanto, têm uma necessidade maior de apresentarem o resultado de seu esforço. Tanto para as primeiras quanto para estas últimas, as tradicionais audições de alunos são marcantes.

Audições

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Martelos do piano

Os martelos do piano

Desde que o homem descobriu que a vibração das cordas produz sons, vários foram os métodos empregados para fazê-las soar, desde o uso dos dedos, passando por plectros ou palhetas, até penas de ave e arcos produzidos com crina de cavalos. Nos pianos, o som é produzido por peças com corpo de madeira recoberto por feltro prensado, chamadas martelos. Acionados por meio de um mecanismo, os martelos golpeiam cordas esticadas e presas a uma estrutura rígida de madeira e metal. Como resultado desse golpe, as cordas vibram e produzem som.

Martelos do piano

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Escala Cromática

Escala cromática

Muitos estudantes de música ficam boquiabertos quando veem o afinador de pianos executando escalas por todo o teclado, com incríveis agilidade e rapidez. O que a maioria não sabe, no entanto, é que, muitas vezes, o afinador nem é pianista, mas conhece algumas escalas e intervalos necessários para seu trabalho, como oitavas e a escala cromática.

Escala Cromática

Por possuir um formato e um dedilhado muito fáceis de memorizar, a escala cromática serve bem como ferramenta para a audição de todas as notas do piano durante a afinação. Mas, afinal, o que é escala cromática?

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Banco de piano

Banco e banqueta

Embora seja possível tocar piano de pé – ao estilo de Jerry Lee Lewis e outros astros do rock e do pop -, um banco ou uma banqueta é imprescindível para o pianista, seja pela firmeza e pela segurança que oferece ao músico durante as performances, seja por causa das muitas horas de estudo que ele dedicará ao instrumento.

O piano nasceu em uma época em que não havia preocupação com a ergonomia, ou seja, como homem e máquina se relacionam e interagem de forma a garantir segurança e eficiência ideais. Trocando em miúdos, ninguém se preocupava se aquela era a melhor forma de garantir conforto, evitar dores e prolongar o estudo: bastava um lugar para sentar.

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Estudo das escalas

A importância do estudo das escalas

Estudo das escalas

Estudo dos mais importantes e obrigatórios na prática do piano, dominar a execução de escalas dos mais diferentes tipos é imprescindível para um músico, seja qual for seu instrumento. É por meio dessa sucessão de notas que se desenvolvem técnicas fundamentais para o aprimoramento da sonoridade e da agilidade do pianista. E, por serem matéria-prima para grande parte da composição para o instrumento, o estudo das escalas auxilia na compreensão das estruturas harmônico-melódicas e dá ao músico elementos para o improviso.

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Cordas do Piano

As cordas do piano – a fonte sonora

A fonte do som de um piano é o conjunto de cordas, esticadas firmemente sobre a estrutura de madeira, a chapa de ferro, a tábua harmônica e os cavaletes. Quando atingidas pelos martelos, as cordas vibram e, em conjunto com a estrutura harmônica, produzem a característica sonoridade do instrumento.

Cordas do Piano

Basicamente, as cordas existentes do piano podem ser divididas em dois tipos: cordas planas e bordões. As primeiras, também chamadas de lisas, são constituídas por um fio de aço com alto teor de carbono, substituindo as antigas cordas de ferro. São utilizadas nas regiões média e aguda do piano e têm como principais propriedades o alto nível de rigidez e a alta densidade. Algumas possuem revestimento de cobre, obtido por meio de eletrólise. (mais…)



Share article on

Leia Mais

Escolha de repertório

Escolha de repertório

Escolha de repertório

Qual o melhor repertório para um pianista? Obviamente isso depende de que tipo de pianista estamos falando, mas há algumas regras básicas das quais ninguém consegue fugir.

Com certeza, um professor atento vai escolher para seu aluno peças de que ele goste, no estilo que mais o agrade e que ele tenha mais facilidade em tocar. Mas isso, muitas vezes, não garante a satisfação do aluno nem seu progresso. Alguma dificuldade sempre é necessária para que o estudante se desenvolva.

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Piano de cauda

Os diferentes tipos de pianos de cauda

Piano de cauda

O sonho de todo pianista é ter um piano de cauda na sala. E não são apenas os músicos que se encantam com a beleza de um instrumento como esse. Muitas pessoas consideram o piano um dos objetos de decoração mais elegantes que um ambiente pode ostentar.

O que a maioria desconhece, no entanto, é que os pianos de cauda, também chamados horizontais, podem apresentar tamanhos diversos, que se adaptam tanto às necessidades de sonoridade quanto às restrições de espaço que, muitas vezes, são determinantes na escolha do modelo.

É importante lembrar que o volume sonoro e o timbre de um piano têm relação com o comprimento das cordas e o tamanho da caixa harmônica, portanto alguns modelos são indicados para ambientes menores, enquanto outros são ideais para grandes salas de concerto.

(mais…)



Share article on

Leia Mais

Pedal de Sustain

Como usar o pedal de sustain?

Usando o pedal de sustain

O pedal direito dos pianos, também chamado pedal de sustain, é o mais utilizado, mas nem todos sabem quando e como ele deve ser aplicado.

Quando acionado, o pedal direito do piano afasta os abafadores das cordas, permitindo que elas vibrem livremente, o que causa um prolongamento do som. Esse recurso é muitas vezes utilizado para facilitar a interpretação de notas de modo ligado, quando não é possível fazê-lo por meio da digitação, ou quando é necessário que alguns sons continuem soando mesmo que as teclas sejam soltas.  Além disso, as cordas soltas vibram simpateticamente às das notas tocadas, enriquecendo o timbre do instrumento pela adição de harmônicos. (mais…)



Share article on

Leia Mais

Idade para piano

Qual a idade certa para começar a estudar piano?

estudar piano

Muitas pessoas têm dúvidas sobre qual a época certa para iniciar seus estudos de piano e se dedicar à música. A maioria acredita que só se pode ter sucesso como pianista se o estudo começar muito cedo, na primeira infância.

Sem dúvida, essa fase é um campo fértil para o aprendizado de qualquer assunto. Mas aprender um instrumento musical não significa, necessariamente, se tornar um virtuose: trata-se de uma questão de amor pela arte e, sobretudo, realização e satisfação pessoal.

O mundo profissional da música, mais especificamente no campo erudito, é um pouco ingrato em relação à idade. Para construir uma carreira internacional, o músico precisa participar de concursos para angariar visibilidade, e essas competições possuem regras bem específicas em relação à idade dos participantes.

(mais…)



Share article on

Leia Mais