Skip to main content
Demonstracao - Bluetooth em pianos digitais

Bluetooth Audio e os pianos digitais

Pianos digitais em estudios

Um piano digital pesa imensamente menos que um instrumento acústico, mesmo que seu teclado simule com perfeição quase absoluta o de pianos de cauda ou verticais. Por causa disso, a portabilidade é um dos grandes atrativos desses modelos e faz que eles sejam os preferidos por músicos que se apresentam em diferentes locais e têm que transportar seu próprio instrumento.

Mas os digitais também carregam outros recursos de grande atratividade, como a facilidade de gravação e amplificação, quando necessário, e o uso de fones de ouvido para que o estudante possa se dedicar ao instrumento mesmo em horários não muito convenientes para quem ouve, como vizinhos ou familiares.

E isso tudo sem abrir mão da qualidade sonora e da riqueza de detalhes que fazem do piano o rei dos instrumentos. Nos modelos digitais, o trabalho de captação e gravação da sonoridade do piano foi realizado por técnicos especializados, em ambientes controlados, com instrumentos de alta qualidade, em longas sessões de gravação, para que o timbre possa ser digitalizado, armazenado nos chips de memória e reproduzido quando o músico aciona as teclas.

Por conta disso, os pianos digitais apresentam timbres de piano de qualidade igual ou superior à maioria das gravações de pianos acústicos realizadas para discos ou vídeos e se prestam muito bem para o trabalho em estúdios, sejam eles de pequeno ou grande porte.

Bluetooth Audio

Os pianos digitais são muito utilizados quando é necessário algum tipo de amplificação, como, por exemplo, em shows e apresentações. Em alguns ambientes, no entanto, a amplificação fornecida pelos pianos digitais é suficiente para que a sonoridade se espalhe pelo local em volume agradável, próprio para diversas ocasiões. Alguns pianistas e estudantes, por conta disso, abrem mão de um aparelho de amplificação externo, seja para facilitar o transporte do set de equipamentos, seja por questões de espaço, como numa residência, por exemplo.

Mas isso não impede que ele toque ou estude ouvindo algum tipo de playback, como trilhas de bateria e contrabaixo, ou mesmo acompanhando a gravação de seu artista preferido. É possível, por exemplo, utilizar uma fonte de áudio externa, como um CD player, conectar um cabo à entrada de áudio auxiliar do instrumento e ter esse conteúdo musical reproduzido pelo sistema de amplificação do piano digital, assim como o som produzido por ele. Alguns modelos permitem o uso direto de pen drives, cujo conteúdo pode ser reproduzido pelos sistemas digitais do piano através da porta USB disponível.

O mais avançado sistema de reprodução de áudio externo, no entanto, está disponível em alguns modelos de pianos digitais da Kawai: trata-se do Bluetooth Audio! Por meio dessa tecnologia, o conteúdo musical de celulares, tablets e computadores com sistema Bluetooth pode ser reproduzido pelo sistema de amplificação do piano digital, sem o uso de fios e cabos, bastando uma pequena configuração, o chamado pareamento entre equipamentos.

Demonstração - Bluetooth em pianos digitais

O sistema é similar ao utilizado para chamadas de celular para o viva-voz do automóvel, ou o uso de caixas Bluetooth para reprodução de faixas de plataformas digitais de streaming.

Desse modo, o músico pode reproduzir o áudio que quiser de seu celular ou tablet pelos alto-falantes do piano digital, sem a necessidade de conexões e de forma extremamente discreta, ideal para aqueles que se apresentam com o suporte de trilhas pré-gravadas, aqueles que gostam de improvisar sobre gravações ou aqueles que querem se desenvolver acompanhando grandes músicos e cantores com o uso de gravações desses artistas.

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*