Skip to main content
musicalização infantil

O piano e a musicalização infantil

A musicalização infantil é tema recorrente em qualquer discussão sobre o ensino de música. De forma resumida, as técnicas de musicalização infantil fazem que a criança desde tenra idade – até mesmo antes de andar ou falar – tenha contato com elementos musicais como ritmo e melodia. As aulas, nesse caso, são bastante lúdicas e abrangem muitos elementos práticos, como brincadeiras com percussão a fim de iniciar o estudante às figuras rítmicas e a apresentação de diferentes instrumentos para desenvolver a percepção dos diversos timbres. Jogos musicais de adivinhação de sons e discernimento de alturas, dinâmica e intensidade fazem que a criança aprenda os fundamentos da música de maneira prazerosa, brincando.

musicalização infantil

Já se sabe que o contato da criança com a música, desde a primeira infância, pode ajudar em seu desenvolvimento cerebral. E isso não é apenas conjectura, mas fato comprovado pela ciência. A motricidade, ou seja, o conjunto de funções nervosas e musculares que permite os movimentos voluntários ou automáticos do corpo, é extremamente beneficiada com o estudo de música. Além disso, essa sensibilização à música na primeira infância desenvolve diversas habilidades, desde um maior raciocínio lógico a um maior sentido de organização.

musicalização infantil

As dúvidas que sempre se levantam, no entanto, são a que momento um instrumento musical como o piano deve ser introduzido nesse ensino e quando a criança está preparada para aprender a tocá-lo.

O piano na musicalização

musicalização infantil

Por conta de seu tamanho e da força necessária para acionar as teclas, o piano, em um primeiro momento, parece não ser um instrumento apropriado para a musicalização infantil. No entanto, muitos professores o adotam como auxiliar nas aulas de musicalização, seja tocando melodias para as crianças ou exemplificando as propriedades do som a que elas estarão expostas durante as aulas. Mas o piano não precisa ficar restrito a esse papel.

musicalização infantil

O violonista Shinichi Suzuki, desenvolvedor do método que leva seu nome, era muito enfático em relação a como o contato com o instrumento deve se dar a fim de garantir uma educação musical de qualidade: no lar! Suzuki acreditava que a criança aprende música, em grande parte, pela imitação, do mesmo modo que aprende a falar a língua materna.

Segundo a metodologia Suzuki, a criança se educa musicalmente por meio de grande contato com essa arte, seja ouvindo música em casa, durante as tarefas diárias, em momentos de pura diversão e, principalmente, por meio do exemplo. Partindo dessa premissa, para ele era primordial que para formar músicos – independentemente de profissionais ou amadores – as pessoas tenham contato com a música desde cedo e de forma cotidiana. “Toda criança japonesa sabe falar japonês”. Com essa frase, Suzuki defendia seu método em que o afeto, segundo ele, era a ferramenta principal do ensino, a mesma que uma mãe utiliza para ensinar seu filho a falar.

musicalização infantil

Tendo em vista essa metodologia, é fácil compreender que o contato de uma criança com o piano somente após sua alfabetização – como muitos acreditam ser o correto – significa apenas atrasar seu desenvolvimento. Imagine alguém que nunca entrou em um carro, de repente se ver à frente de um volante, pronto para engatar a primeira marcha e sair andando. É assim que um aluno que nunca se sentou à frente de um piano se sente. Por isso, desde muito cedo, a criança pode estar exposta à experiência de “tirar sons” das teclas, seja no colo dos pais, seja brincando com instrumentos de brinquedo ou adaptados ao seu tamanho. Desenvolvendo intimidade com o piano desde cedo, a criança terá um aproveitamento muito maior quando se dedicar à educação formal.

musicalização infantil

Forçar a aprendizagem de um instrumento como o piano precocemente pode ter um efeito contrário para a musicalização infantil, pois cada criança possui seu próprio tempo de aprender. Mas, dar a ela a oportunidade de conhecer e explorar o instrumento é um investimento certo para uma melhor compreensão do fazer e do apreciar musical.

musicalização infantil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*